REFÚGIO DA LUZ

Exposição individual na Galeria Quarta Parede, em São Paulo, que aconteceu entre os dias 10 a 29 de maio de 2013.


Refúgio da Luz apresenta um conjunto de imagens impregnadas pela poética da cor, por onde a luz passeia de forma tênue e marcante, no limiar entre o oculto e o revelado.

Nestes quase 20 anos de ofício, Marcello Vitorino tem seus olhos voltados principalmente às coisas cotidianas. Da mesma forma, sempre tendo a luz como interlocutora desse encontro sensível entre fotógrafo e fotografado, ele também utiliza a fotografia como meio para compreender o outro e suas buscas interiores, seja em santuários e romarias como a de Bom Jesus da Lapa (BA) ou pelos terreiros de umbanda e candomblé em Diadema (SP).

“É uma luz que se apresenta, mas que também se esconde, em alguns casos como que numa dança, somando-se às formas e cores”, comenta o fotógrafo. “Ela pode estar dada num determinado contexto pelo qual transita suavemente, ou então pode ser uma luz projetada, que sustenta crenças, sonhos, desejos e até mesmo a mitologia”. Da janela de um circular que serve como um filtro urbano, projetando a silhueta passageira, ao azul da cortina que deixa transparecer a filha de santo, tudo é cor, tudo é luz. Uma luz que sugere, norteia e acalenta.